Como se preparar para a manutenção planejada: 5 dicas

A manutenção planejada é um dos pilares mais importantes da Manutenção Produtiva Total (T.P.M). Empresas buscam no planejamento mecanismos para aumentar a produtividade, diminuir custos e elevar seus respectivos lucros.

A falta de um plano para a manutenção implica sérias consequências para as indústrias. Em outras palavras, a eficácia do maquinário é comprometida, o tempo de paradas aumenta e os prejuízos para as companhias são bem maiores.

Por isso, para que sua empresa tenha maior produtividade, separamos 5 dicas para você se preparar para a manutenção planejada. Não fique de fora, continue lendo!

1. Analise todas as máquinas

Inicialmente, é preciso ter em mãos todos os dados sobre o setor produtivo da sua indústria. Utilizando um sistema de gestão computadorizado, veja quais as condições de cada peça e de cada máquina, para que você saiba quando algo pode ser danificado e o que pode ser melhorado em cada setor.

Dessa maneira, é possível fazer um checklist de tarefas eficiente para os departamentos de operação e de manutenção.

2. Faça um checklist de tarefas

O checklist ou lista de verificação de tarefas é uma técnica fundamental para ter uma excelente manutenção planejada. Nela, são identificadas todas as atividades necessárias para cuidar de cada equipamento.

Separe cada operação por prioridades, isto é, por caráter de urgência. Há atividades que devem ser executadas rapidamente ou peças que precisam ser trocadas constantemente, por exemplo.

Observe como está a situação de cada máquina para estabelecer ordens de serviços que estarão documentados no seu plano de trabalho.

3. Crie um plano de trabalho

Com a lista de tarefas bem definida, a próxima dica é utilizá-la para definir seu plano de trabalho. Este documento é usado para determinar as exigências de operações futuras. Trata-se de atividades que são feitas antes de iniciar os trabalhos, que vão orientar a sua equipe nos trabalhos de operação e de manutenção.

O planejador, neste caso, fará uma estimativa do número de horas trabalhadas, quantidade de colaboradores e quais os trabalhos necessários para cada serviço, antes de iniciar o expediente.

O plano de trabalho é um meio para ter acesso às informações de tudo o que é feito no setor de manutenção e é imprescindível ter todos os dados separados por turno de trabalho.

4. Controle seus dados por turno

No seu banco de dados, uma boa dica é separar cada atividade realizada por turno, ou seja, nos períodos da manhã, da tarde e da noite. Categorizando cada operação, fica bem mais fácil controlar as intervenções necessárias para prevenir falhas que vão comprometer seriamente seus equipamentos.

Para ter um melhor controle de informações, é preciso fazer para cada turno:

  • Inspeção de todos os locais de trabalho;
  • Anotações de cada pedido de serviço ou qualquer trabalho auxiliar que deve ser concluído no período;
  • Identificação de necessidades exigidas pelos setores e documentar no plano de trabalho.

Após fazer todos os procedimentos acima, reúna-se com sua diretoria mostrando as informações obtidas.

5. Faça reuniões periódicas

Antes de iniciar o dia de serviço e na hora de mudar o turno de trabalho, faça reuniões com sua equipe. Cada reunião deve ter uma duração máxima de 30 minutos. Suas finalidades são:

  • Prover informação preliminar das operações a serem feitas de acordo com o cronograma;
  • Garantir que o planejador agendou todos os trabalhos de acordo com as necessidades da equipe de manutenção e de operação.

Além de garantir dados relevantes para os colaboradores e para a diretoria, a reunião fornece feedback ao gestor sobre as mudanças necessárias a serem feitas durante o cronograma do planejamento.

Tão importante quanto se preparar para a manutenção planejada é estar atento aos outros pilares da T.P.M. Com ela, além de prever falhas de peças e ou equipamentos, é possível otimizar sua produção, diminuir custos e elevar sua lucratividade.

Por isso, não perca tempo e baixe agora o nosso e-book Guia da Manutenção da Produtividade na Indústria.